Morar na Itália é o sonho de muitas pessoas. Baixa desigualdade social, segurança, educação de primeira e comidas deliciosas, além de ser um país historicamente e culturalmente rico. Essas são algumas razões que fazem as pessoas buscarem cada vez mais por conhecimentos sobre a cidadania italiana.

Quer saber se você tem direito a solicitar e conhecer todo o processo para morar na Itália? Preparamos um ebook exclusivo que vai te explicar tudo o que precisa saber de forma detalhada. No fim da leitura, você estará preparado para dar entrada nos documentos. Será o primeiro passo para você realizar a mudança de vida que tanto deseja.

Neste guia, vamos falar sobre:

  1. As vantagens de se morar na Itália
  2. Cidadania Italiana, quem tem direito?
  3. Caminhos para o processo de Cidadania Italiana
  4. Duvidas Frequentes sobre Cidadania Italiana
  5. Consulados Italianos no Brasil

 

As vantagens de se morar na Itália

Com um território que abrange cerca de 301 km², a Itália é um país europeu que faz fronteira com França, Suíça, Áustria e Eslovênia. A população, de acordo com pesquisa realizada em março de 2019 e informações do Country Meters, é de 59, 9 milhões de pessoas, sendo a quinta nação mais populosa do continente.

O índice de qualidade de vida está entre os 10 primeiros do mundo e é classificado com o 24º país mais desenvolvido, além de ter um alto PIB per capita e baixa taxa de desemprego.

 

Clima

O clima da Itália é temperado sazonal. No Norte, o clima costuma ser continental. No Sul, os verões são secos e ensolarados. As cidades meridionais têm invernos rigorosos e as regiões litorâneas têm invernos amenos e verões quentes.

 

◊ Segurança Pública

Claro que ocorrem crimes, principalmente nas cidades grandes, mas em comparação ao Brasil, os níveis de criminalidade e violência são baixos.

 

◊ Sistema de Saúde

Um ponto positivo é que não importa a cidade que você more, seja no interior ou em capitais, sempre haverá um médico disponível.

Os cidadãos italianos podem se cadastrar no SSN (Sistema Nacional de Saúde) que fornece cobertura em todo o território. Com isso, a maioria dos exames laboratoriais, tratamentos simples e consultadas não terão custo. Em casos de doenças graves e tratamentos complexos, o cidadão precisará pagar uma pequena taxa, conforme a renda que possui.

 

◊ Educação

O ensino fundamental e médio é gratuito, já a graduação exige uma pequena taxa anual. O valor varia de acordo com a renda familiar, mas gira em torno de 1.500 euros. A educação no país é bastante elogiada e de primeira.

 

Cidadania Italiana

 

Cidadania Italiana, quem tem direito?

Comparado a outros países europeus, conseguir a cidadania italiana é “fácil”. Em geral, todo descendente de italiano tem direito. Podem solicitar cidadania, portanto, quem se casou com um italiano nascido ou naturalizado e quem tem ligação sanguínea (filhos, netos, bisnetos, descendentes). Há exceções, entretanto.

 

Exceções:

Cidadania Italiana na linha materna

Antes de 1º de janeiro de 1948, as mulheres italianas não tinham direito de transmitir a própria cidadania para os filhos, portanto, ao checar a descendência, é preciso verificar a data de nascimento de quem você irá solicitar. Se a pessoa tiver nascido antes dessa data, o direito não foi transmitido. Nesses casos, é preciso entrar com uma ação judicial solicitando ter o direito reconhecido.

 

É realmente italiano?

A Itália foi unificada somente em 1861 e isso influencia muito em relação ao direito de se tornar cidadão. Para a cidadania ser considerada, o antepassado precisa ter falecido após 17 de março do mesmo ano. Ou, caso ele seja de Veneto, Estado que existiu na península itálica entre 1815 e 1866, precisa ter falecido após 22 de outubro de 1866.
Além disso, também é preciso investigar o local de nascimento. Algumas regiões italianas foram dominadas por estrangeiros durante muitos anos. Por isso, cheque para ver se a imigração ocorreu depois da cidade se tornar italiana oficialmente.

 

Entenda como funciona a Cidadania Italiana:

◊ Cidadania Italiana por casamento

Quem casar com italiano tem direito a solicitar cidadania. Para solicitar a naturalização, é preciso o casamento ter ocorrido entre um e três anos. Caso o casal tenha filhos, a espera é de um ano e seis meses. Caso não tenha, de três anos.

Vale lembrar uniões homoafetivas também aceitas pela Itália. O processo para solicitar cidadania italiana para cônjuge é o mesmo.

 

Cidadania Italiana por Casamento

 

◊ Cidadania Italiana por Descendência

Desde que levando em conta as restrições mencionadas, todos que tenham parentesco com um italiano têm direito.

Há muitas dúvidas em relação a descendentes naturalizados brasileiros. Nesses casos, é preciso investigar o momento em que isso ocorreu. Se a naturalização aconteceu antes do nascimento de um filho, o direito não foi passado a diante. Pesquise para ver se isso não aconteceu com sua família antes de dar entrada na documentação.

 

Quais sobrenomes dariam direito à Cidadania Italiana?

Muita gente não tem conhecimento se tem descendência italiana. Se esse for seu caso, você pode realizar uma pesquisa por sobrenome. Para saber se há famílias na Itália com o mesmo sobrenome que você, pode contar com a ajuda do Cognomi Italiani. Um site que traz informações sobre os nomes familiares e distribuição nas regiões do país.

Basta digitar o sobrenome no campo de pesquisa. O legal é que você pode pesquisar nos país inteiro ou selecionar regiões e províncias.

 

Árvore genealógica italiana: uma obrigação que pode ajudar 

O Consulado da Itália exige que seja enviada junto com o requerimento de cidadania uma árvore genealógica italiana, que mostre sua ligação com o ancestral que irá te transmitir o direito de se tornar italiano. Para montar, você pode conversar com sua família para levantar nomes de parentes que precisa colocar neste gráfico ou contratar uma empresa para investigar para você. A 4Doc pode te ajudar nisso.

Você precisa ter em mãos o nome completo, o ano de nascimento, de casamento e de óbito de cada parente. Depois, procure na Internet uma ferramenta que ajude a montar. Nós indicamos o My Heritage.

Essa obrigação pode servir de grande ajuda, porque será um norte para você começar a busca de certidões e documentos para o processo de cidadania.

Aprenda a montar  uma árvore genealógica italiana de um jeito mais fácil.

 

Passo a passo para quem quer tirar a cidadania Italiana

 

Cidadania Italiana passo a passo infografico

 

 

1º passo:

Investigue se você é elegível a solicitar a cidadania. Para isso, é só seguir as dicas que demos.

 

2º passo

Separe os documentos exigidos do seu ancestral. Se você souber a cidade em que a pessoa nasceu, casou ou faleceu, é mais fácil consegui-los. Caso a pessoa tenha nascido, casado e falecido na Itália, será preciso ir buscar no país os documentos originais ou pedir que alguém o
faça.

Se você for descendente de um imigrante italiano, vá até a cidade onde ele casou ou faleceu e procure por registros em Igrejas, Dioceses ou procure em Arquivos Nacionais, Estaduais ou Municipais.

Você sabe que tem descendência italiana, mas não faz ideia de onde seu ancestral nasceu? Peça a ajuda de um historiador. Ele pode tornar seu trabalho muito mais fácil.

Vale lembrar que todos os documentos do processo devem ser traduzidos do português para o italiano, em tradução juramentada, e devem ter a Apostila de Haia (uma espécie de “reconhecimento de firma”).

Entenda o que é tradução juramentada e quanto custa.

 

3º passo

Monte sua árvore genealógica. Verifique na Embaixada italiana se há alguma recomendação quanto a ferramentas a serem usadas nessa parte do processo. Pode ser que você precise de ajuda profissional.

 

4º passo

Escolher um dos três caminhos para obter a cidadania italiana. São eles: via consulado, via comune, via processo judicial.

 

Conheça os três caminhos para o processo de Cidadania Italiana

O Infográfico abaixo mostra quais caminhos e dificuldades de tempo e custo que você irá encontrar no processo de cidadania.

Cidadania italiana passo a passo

 

◊ Cidadania Italiana Via Consulado da Itália no Brasil

É a forma que as pessoas mais utilizam. Os interessados em virar cidadãos italianos devem preencher a ficha de requerimento para solicitar agendamento e enviar por correio para o Consulado responsável pelo Estado em que  mora. Também é preciso pagar um valor equivalente a 300 euros (independentemente do resultado do processo).

A data da convocação é divulgada na Internet meses depois, mas pode demorar muitos anos para que você vá efetivamente ao Consulado. Portanto, quando houver a chamada, é importante estar com as certidões necessárias em mãos e com o processo organizado, já que dão poucos meses após o primeiro contato para providenciar tudo. Muito importante frisar que as regras do processo mudam constantemente, então não faça a tradução juramentada e
nem a Apostila de Haia antes de saber as recomendações.

Se você tiver tempo de sobra para realizar a entrega, verifique se há algum erro. Caso você seja chamado para fazer correções, o processo demorará mais ainda.

Depois de entregar os documentos, por lei, o Consulado tem até 730 dias para te dar a resposta se você foi rejeitado ou aprovado.

 

◊ Cidadania Italiano via Processo Judicial

Se você tiver um pouco mais pressa, pode entrar com uma ação judicial na Itália contra o Consulado, pedindo que a lei italiana que exige que os processos de cidadania não demorem mais do que 730 dias seja respeitada. A média de tempo, nesses casos, é de 12 a 36 meses.

Para solicitar, é preciso dar entrada a um processo pelo Consulado Italiano da mesma forma de quem vai realizar Via Consulado e pegar o protocolo e o comprovante de inscrição. Depois um advogado vai entrar com o processo no tribunal de Roma.

 

◊ Cidadania italiana Via Comune

Essa forma é para aqueles querem fazer a mudança o mais rápido possível. Depois da organização dos documentos, tirar a cidadania na Itália pode demorar entre 3 e 6 meses. Você pode fazer de duas formas: por conta própria ou por assessoria.

 

Cidadania italiana na Itália

◊ Por conta própria

Se você souber falar italiano e tiver como se manter por algum tempo, é uma opção. Antes de embarcar para o país, entre em contato com o Stato Civile para pedir autorização para desenvolver o processo e veja a possibilidade de uma análise antecipada de documentos para “não perder viagem”.

Assim que chegar, você terá um período de oito dias para encontrar um lugar apto para morar. Não é fácil. Você é estrangeiro, não tem referências no país e, dificilmente, as pessoas alugam casas e apartamentos por poucos meses. Uma dica é procurar brasileiros naturalizados que tenham quartos disponíveis com esse propósito. Vale lembrar que quartos de hotel não são aceitos.

Uma vez que você está hospedado, precisa se inscrever no Sistema Anagrafico de alguma cidade italiana, já que só assim você poderá dar início ao processo. É feita pelo registro de residência.

 

◊ Visita de autoridade policial

Um tempo depois, você vai receber a visita de um policial italiano (vigile), que vai avaliar se o imóvel declarado está apto. Você irá precisar mostrar seu passaporte e o comprovante de solicitação de residência.

Depois você deve apresentar os documentos separados no Brasil ao Ufficio dello Stato Civile em ordem cronológica, junto com uma árvore genealógica simples. É importante que você vá bem arrumado nesse dia. Os responsáveis irão analisar e você deve aguardar a Certidão de Não Renúncia, que garante que você e seus ancestrais não renunciaram a cidadania italiana.

Com isso, o Stato Civile irá transcrever sua Certidão de Nascimento e Casamento em um livro de registro civil da Prefeitura para que sejam geradas. Você deverá assinar seus documentos oficiais italianos e receberá o primeiro documento que mostra que você é cidadão italiano: a carta d’Identità. Para solicitar o passaporte, é só ir até a Polícia Federal Italiana.

 

◊ Via assessor

Fazer tudo sozinho é complicado, não é? Mas existe solução! Uma assessoria boa pode te ajudar com todos os tramites ou até realizar todo o processo para você no país. Devido a grande experiência, por fazer há anos o mesmo processo, o tempo de espera costuma ser menor do que fazer por conta própria.

Vale um alerta: Já houveram casos de fraudes envolvendo assessorias, o último foi em 2017, portanto, para encontrar uma de confiança, você deve buscar por referências, investigar se a empresa é legal e verificar se é regulamentada com a Lei K28, de 3 de abril de 1991, que é uma circular de regulamentação de processos de conhecimento de cidadania.

 

Tradução de Documentos de Português para Italiano

Todos os documentos brasileiros devem ser traduzidos para o italiano, em tradução juramentada. Ou seja, é preciso encontrar um tradutor que passou em concurso público e está matriculado na Junta Comercial para realizar.

O custo depende do tamanho de cada certidão e, geralmente, é pedido um prazo entre 7 e 10 dias para ficar pronto.

 

Visto-Italiano

 

Perguntas Frequentes

≡ Qual a forma mais barata de se tirar o visto Italiano?

Pelo Consulado Italiano no Brasil, o valor é de 300 euros. Por ação judicial, além de pagar a taxa de 300 euros, você também precisará pagar o advogado. Para tirar a cidadania direto na Itália, você irá precisar de dinheiro para se manter ou contratar uma assessoria para resolver tudo por você.

 

≡ Qual a forma mais rápida de se tirar cidadania para morar na Itália?

Para tirar a cidadania de forma mais rápida, você deverá tirar pelas Prefeituras italianas. O processo pode ser realizado por conta própria ou por assessoria. O prazo é entre 3 e 6 meses.

A espera para quem vai realizar pelo Consulado italiano é de até 10 anos, devido a longa fila de
espera. Por ação judicial, costuma demorar até 3 anos.

 

≡ Quanto custa o processo de Cidadania Italiana?

Depende de alguns fatores: vai contratar um historiador? Qual via você vai escolher? Vai contratar uma assessoria? Além disso, você irá precisar gastar com a tradução dos documentos, com a apostila de Haia, a taxa pedida pelo consulado… São muitos fatores a serem levados em conta. Mas, em geral, entre 5 e 15 mil reais.

 

≡ Documentos e Requisitos necessários para se tornar Cidadão Italiano

Agora é a hora de pegar um papel e anotar tudo o que você vai precisar:

¤ Seus documentos

1. Árvore genealógica
2. Ficha de Cadastro para requerimento
3. RG, CPG, Título de Eleitor (Cópia e Original)
4. Comprovante de Residência (no máximo, de 6 meses)
5. Certidão de registro civil em inteiro teor apostilados, em segunda via original, recentes
e em bom estado.

¤ Documentos dos ancestrais

1. Certidão de casamento
2. Certidão de óbito
3. Certidão de Naturalização (se houver)
4. Certidão Negativa de Naturalização
5. Estratto dell’Atto di Nascita emito pelo Comune competente OU Certidão de Batismo,
emito pela Paróquia local.

 

≡ O que fazer em caso de Cidadania Italiana Cancelada?

Em geral, o país é aberto a reconhecer descendentes, mas, por segurança, segue muitas normas e regras rígidas. Infelizmente, não há nada que possa ser feito em caso de cancelamento.

 

≡ Visto da Itália dá direito a entrada em quais países?

Graças ao Acordo de Schenger, os países europeus têm uma política de abertura de fronteiras e livre circulação de pessoas entre os países signatários (um total 30). Basicamente, todos os integrantes da União Europeia, salvo Irlanda, e Islândia, Noruega e Suíça.Com a cidadania italiana, você terá um leque enorme de opções de países para visitar sem precisar passar por grande burocracia.

 


Consulados Italianos no Brasil

Vice-Consulado Honorário da Itália – Manaus

Endereço: Av. Rio Mar, 474 – Nossa Senhora das Graças
Telefone: (92) 3212-6017
E-mail:vc_manaus@hotmail.com

Consulado Honorário da Itália – Salvador

Endereço: Av. Sete de Setembro, 1238 – Campo Grande
Telefone: (71) 3329-5338/3512
E-mail: consuladodaitalia@br.inter.net

Vice-Consulado Honorário da Itália – Fortaleza

Endereço: Rua Miguel Dibe, 80 – Parque Washington Soares
Telefone:(85) 3273-2606
E-mail:consolato@consolato-italia-fortaleza.org.br

Vice-Consulado Honorário da Itália – Vitória

Endereço: Rua Padre Antônio Ribeiro Pinto, 195, Salas 509/510 – Praia do Suá
Telefone:(27) 3324-5631
E-mail: viceconsit@yahoo.com.br
Site: http://www.viceconsit.org.br

Vice-Consulado Honorário da Itália – Goiânia

Endereço: Rua 4-A, no. 110, sala 205 – Centro
Telefone: (62) 3223-5820
E-mail: viceconsgo@hotmail.com

Vice-Consulado Honorário da Itália – Cuiabá

Endereço: Av. Senador Metello, 2065 – Bairro Verdão
Telefone:(0xx65) 3321-5446
E-mail: carmelinda@yahoo.com.br

Vice-Consulado Honorário da Itália – Campo Grande

Endereço: R. Barão do Rio Branco, 135 – ap. 102 – Amambai
Telefone:(67) 3306-5162
E-mail: vconsitaliac.grande@hotmail.com

Consulado da Itália – Belo Horizonte

Endereço: R. Inconfidentes, 600 – Savassi
Telefone:(31) 3524-1000
E-mail: segreteria.belohorizonte@esteri.it
Site: http://www.consbelohorizonte.esteri.it/
Circunscrição: Minas Gerais, Goiás, Tocantins

Vice-Consulado Honorário da Itália – Belém

Endereço: Rua Gaspar Viana, 253 – Centro
Telefone: (91) 3241-6489
E-mail:viceconsolatoitalia@gmail.com

Consulado Geral da Itália – Curitiba

Endereço: Rua Marechal Deodoro, 630 – conj. 2101 – Centro
Telefone: (41) 3883-1750/51/52
E-mail: segreteria.curitiba@esteri.it
Site: http://www.conscuritiba.esteri.it/

Vice-Consulado Honorário da Itália – Londrina

Endereço: Rua Pernambuco, 872 – Centro (térreo do Hotel Ideal Plaza)
Telefone:(43) 3323-2839
E-mail: brunoveronesi@sercomtel.com.br

Vice-Consulado Honorário da Itália – Paranaguá

Endereço: Rua XV de Novembro, 34 – Centro Histórico
Telefone:(41) 3423-1785
E-mail: franco@pumabrasil.com.br

Consulado da Itália – Recife

Endereço: Av. Domingos Ferreira, no. 2222 – 2°. Andar – Ed. Robert Gran – Boa Viagem
Telefone:(81) 3466-4200
E-mail: consolato.recife@esteri.it
Site: http://www.consrecife.esteri.it/
Circunscrição: Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhã, Pará, Paraíba, Pernambuco,
Piauí, Rio Grande do Norte, Roraima, Sergipe.

Consulado Geral da Itália – Rio de Janeiro

Endereço: Av. Presidente Antônio Carlos, 40 – 7º andar – Centro
Telefone:(21) 3534-1315
E-mail: segreteria.riodejaneiro@esteri.it
Site: http://www.consriodejaneiro.esteri.it/
Circunscrição: Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Vice-Consulado Honorário da Itália – Caxias do Sul

Endereço: Rua Alfredo Belizário Peteffi, 2426 – Bairro Universitário
Telefone: (54) 3223-5180
E-mail: italviceconsul.cx@brturbo.com.br

Consulado Geral da Itália – Porto Alegre

Endereço: Rua José de Alencar, 313 – Menino Deus
Telefone:(51) 3230-8200
E-mail: urp.portoalegre@esteri.it
Site: http://www.consportoalegre.esteri.it/
Circunscrição: Rio Grande do Sul

Vice-Consulado Honorário da Itália – Rio Grande

Endereço: Rua Zalony, 160 – conj. 1004. – Centro
Telefone:(53) 3231-5892 e 3231-2004
E-mail: antonacci@vetorialnet.com.br

Vice-Consulado Honorário da Itália – Florianópolis

Endereço: Av. Luiz Boiteaux Piazza, 2973 – Cachoeira do Bom Jesus
Telefone:(48) 3284-5464
E-mail: viceconsolato.florianopolis@gmail.com

Vice-Consulado Honorário da Itália – Campinas

Endereço: Rua Barão de Paranapanema, 435 – Bosque
Telefone:(19) 3251-0050
E-mail:viceconsolato@mpc.com.br

Vice-Consulado Honorário da Itália – Jundiaí

Endereço: R.Conrado Augusto Offa, 500 – Chácara Urbana
Telefone: (11) 4521-9222
E-mail: viceconsuladoitaliajundiai@hotmail.com

Vice-Consulado Honorário da Itália – Ribeirão Preto

Endereço: Rua Itacolomi, 484 – Alto da Boa Vista
Telefone:(16) 3623-9998
E-mail: vcitalia@netsite.com.br

Vice-Consulado Honorário da Itália – Santo André

Endereço: Rua Coronel Fernando Prestes, 350 – cj.201/202 – Centro
Telefone:(11) 4433-8338
E-mail: v.consolato@rigamonti.adv.br

Vice-Consulado Honorário da Itália – Santos

Endereço: Av. Ana Costa, 291 – Gonzaga
Telefone:(13) 3211-9500
E-mail:viceconsulado.sts@italconsul.com.br

Consulado Geral da Itália – São Paulo

Endereço: Av. Paulista, 1963 – Catiapoã
Telefone:(11) 3549-5699
E-mail: urp.sanpaolo@esteri.it
Site: http://www.conssanpaolo.esteri.it/
Circunscrição: São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Acre

Vice-Consulado Honorário da Itália – Sorocaba

Endereço: R. Frederico Guilherme Grohmann, 148
Telefone:(15) 9772-1915
E-mail: stefano@associb.org.br
Site: http://www.associb.org.br/viceconsuladosorocaba/


 

Conheça a 4Doc

A 4Doc é uma empresa de tradução de documentos simples e juramentada, com forte no idioma Italiano. É garantido o sigilo e discrição quanto aos materiais dos clientes e promete soluções eficazes e modernas para os processos de cidadania, já que conta com apoio de profissionais multidisciplinares espalhados pelo mundo.

Caso você precise de uma empresa de confiança para traduzir e montar a apostila de Haia, além de indicar historiador e assessorias de qualidade, entre em contato.

Telefone/Whatsapp: (13) 99734-0924.

Endereço: Av. Ana Costa, 311 – Conj. 93 e 94 Gonzaga – Santos – SP – 11060-001
Peça orçamento pelo site. 

 

Logo 4doc

 

Compartilhe: