O tradutor juramentado é responsável por uma das etapas mais importantes no processo de dupla cidadania. Isso porque não só transcreve o conteúdo de certidões de um idioma para o outro, como também atesta que as informações ali presentes são verdadeiras.

Sendo assim, é muito importante saber o que considerar para garantir uma tradução de qualidade. E se você ainda não sabe… pode colocar toda a ação a perder.

Viemos ajudar! Neste texto, você vai entender mais sobre o trabalho do tradutor juramentado e o valor médio do serviço. Vamos lá?

 

Afinal, o que o tradutor juramentado faz?

A etapa central do processo de solicitação de dupla cidadania é a entrega de documentos que comprovem ligação sanguínea com ancestrais do respectivo país.

No entanto, antes de levá-los ao Consulado, é preciso submetê-los à tradução juramentada.

Ou seja, traduzir os documentos redigidos em idiomas estrangeiros, de forma a conferir autenticidade aos papéis e veracidade às informações. Isso torna as certidões válidas em outro território.

Para aplicar efeito legal, o serviço precisa ser realizado por um profissional concursado e cadastrado na Junta Comercial do Estado em que atua.

A tradução, normalmente, é feita a partir dos documentos originais, mas certos profissionais e empresas aceitam cópias eletrônicas e fotocópias autenticadas para o serviço.

O último concurso para habilitar intérpretes comerciais aconteceu em 2000. Sendo assim, é preciso prestar atenção à contratação. Busque por empresas ou profissionais bem recomendados no mercado.

 

Tradutor juramentado em cartórios

Sabia que um tradutor juramentado não trabalha apenas com processos de cidadania? Pois é! Também lidam com serviços em cartório e qualquer outra área que precise de um especialista em determinado idioma.

Sendo assim, é um profissional capacitado para atuar em casamentos, audiências públicas, bem como compra e venda de imóveis envolvendo estrangeiros.

 

Tradução juramentada

 

Quais documentos devem passar pela tradução juramentada?

Caso você precise de um tradutor juramentado para solicitar a dupla cidadania, é preciso prestar muita atenção.

Os valores são mais altos do que uma simples tradução. Por isso, é importante se certificar que todos os documentos enviados são realmente necessários para o processo. Afinal, você não quer pagar pelo o que não vai usar!

Reunimos todos os certificados necessários para garantir a sua naturalização. Continue a leitura!

 

Documentos do solicitante

Mesmo que cada caso tenha suas próprias particularidades, certos documentos pessoais serão requisitados em qualquer processo de dupla cidadania. Por terem informações de registros internacionais, certamente precisarão de tradução juramentada.

São eles:

  • Solicitação da dupla cidadania;
  • Registros da árvore genealógica;
  • Comprovante de Residência (com, no máximo, 6 meses de emissão);
  • Documentos de identificação: RG, CPF ou Título de Eleitor (com cópia e original);
  • Certidão de registro civil, em inteiro teor, apostilados e em segunda via original.

 

Documentos do antepassado

A fim de conectar o solicitante ao antepassado, é preciso encaminhar documentos do antepassado igualmente.

Há consulados, como o da Itália, que frequentemente alteram os documentos necessários para o processo. Nesse caso, é interessante consultar uma assessoria ou empresa especialista antes de contratar o tradutor italiano.

Os principais documentos são:

  • Certidão de óbito;
  • Certidão de casamento;
  • Certidão negativa de naturalização;
  • Certidão de Nascimento ou Certidão de Batismo (emitido pela Paróquia).

Leia mais no Guia Completo para Cidadania Italiana. Como morar na Itália.

Qual é o valor médio de um tradutor juramentado?

Considerando que o tradutor juramentado serve não apenas para traduzir documentos, como também para aplicar efeito legal em ações judiciais; o valor do serviço é mais alto que uma tradução tradicional.

Além disso, o tipo de documento e a quantidade de páginas encaminhadas influenciam no valor.

Para mais informações, é possível conferir a tabela de preços disponibilizada pela Junta Comercial do seu estado.

De qualquer forma, você pode se guiar pelos dois principais tipos de precificação:

  1. Quantidade de palavras;
  1. O Sindicato Nacional dos Tradutores (Sintra) informa que, em média, cada palavra da tradução juramentada deve custar R$ 0,42. Exceto em documentos oficiais redigidos em idioma estrangeiro, que são cobrados, em média, R$ 0,55 por palavra.
  1. Quantidade de laudas;
  • . O padrão de laudas é o mais popular, no qual cada lauda (com 1000 caracteres, em média) custa entre R$ 40,00 e R$ 60,00, a depender do Estado.

Traduções urgentes ou extraordinárias (para serem realizadas em finais de semana e/ou feriados) não possuem valores pré-estabelecidos. Nestes casos, é necessário combinar o valor diretamente com o tradutor juramentado.

Muitas empresas especializadas, como a 4Doc, se oferecem para fazer um orçamento para interessados, sem compromisso. Entre em contato e confira sua situação!

 

 

Apostilamento de Haia x Tradução Juramentada

Toda tradução juramentada deve ser apostilada.

Por sua vez, o apostilamento de Haia é um certificado de autenticidade, que torna documentos legais válidos em outro país.

Apenas países que participam da chamada Convenção de Haia podem emitir a apostila, que também é válida somente em outras nações-membros.

É a forma mais fácil de reconhecer certidões no exterior, visto que une todos os dados necessários de um documento público em um único certificado.

 

Valores do Apostilamento de Haia

Os termos do artigo 18 da Resolução CNJ 228/2016 definem os valores vigentes de cada Estado brasileiro.

Para quem procura um valor mais em conta, conte com a 4Doc! Oferecemos o serviço de apostilamento por documento e todo o procedimento é feito on-line.

 

Apstilamento de Haia

 

Conclusão

Como vimos, o tradutor juramentado não é exclusivo para processos de solicitação de dupla cidadania.

Na verdade, um profissional da área é capacitado para trabalhar em cartórios, casamentos, audiências públicas, compra e venda de imóveis… entre outras tarefas judiciais que requerem tradução.

Por ser um serviço que atesta a fidelidade de uma certidão, somente pessoas concursadas e autorizadas pela Junta Comercial podem realizá-lo. Cuidado com a contratação, o último concurso que habilitava profissionais foi realizado em 2000.

Conte com a 4Doc, empresa especializada em tradução simples e juramentada, bem como gestão de documentos e assessoria em processos de dupla cidadania.

A Apostila de Haia é outra das nossas especialidades e você pode conferir todas no nosso site.

Para mais informações sobre o processo de dupla cidadania, continue acompanhando o nosso blog.

Compartilhe: